O seu portal de fofoca!

SIC reconhece derrota e parabeniza concorrente

A civilidade toma conta da televisão aberta portuguesa, isso porque cinco anos depois a SIC perde a liderança para a sua concorrente e fez uma homenagem para a oponente. O canal produziu uma chamada para saudar a concorrência e enviou uma faixa celebrando a briga pelo primeiro posto. 

Na realidade brasileira, isso é impensável. A única emissora desprendida a esse ponto hoje precisa mais se preocupar em não perder o terceiro lugar para a Band, do que conseguir incomodar de fato as primeiras colocadas.

As análises dizem que há um abismo entre Record, a segunda colocada e o SBT. Logo, isso se comprova com os dados consolidados de fevereiro, publicados em nosso site.

O duelo entre primeira e segunda colocada já foi muito bélico. Grandes reportagens em “Domingo Espetacular” e denúncias no “Jornal Nacional” dão o tom dessa guerra, que foi devidamente amornada pela queda generalizada da rede paulista, pelo menos no principal mercado do país.

A dramaturgia nichada e o entretenimento limitado sobrecarregam o jornalismo, que não consegue operar milagres. Esse é o departamento da programação arrendada, que ocupa as madrugadas da rede que é propriedade do televangelista Edir Macedo Bezerra. Atualmente, a segunda maior emissora do país tem três vezes menos público do que a Globo na média dia.

Pelos lados da terrinha, mudou o sinal da líder depois de sete anos. Isso aquece o mercado e coloca todos em alerta. As novelas portuguesas, como foi registrado mais cedo, já chegaram a ser transmitidas em rede aberta no Brasil, com “Ouro Verde”, “Nazaré” e “Valor da Vida”.

Outras produções como “Terra Brava” e “Amor Amor” fazem parte do catálogo do Globo Play.

Abaixo, o institucional da SIC, em registro do jornalista Fábio Nóbrega.