O seu portal de fofoca!

“Meu Pecado” será reprisada no SBT

A novela mexicana “Meu Pecado” ganha uma nova chance na faixa vespertina, o enredo será exibido na primeira faixa de dramaturgia latina e vai precisar pelo menos manter o público de “Sortilégio” (2009), na briga por audiência com o jornalismo popular da Band. Renegadas, as novelas da Televisa não são bem tratadas pelo canal, mas mesmo assim essas histórias conseguem dobrar os rendimentos em audiência do “Fofocalizando”. 

O folhetim foi transmitido originalmente no ano de 2014, em meio a Copa do Mundo FIFA e por isso foi basicamente esquecida pelo público. Inclusive, nas mídias sociais houve quem pensasse ser uma novela inédita, tamanho o desconhecimento em relação ao enredo liderado por Maite Perroni. Quando exibida pela primeira vez, a história fechou com apenas 4,6 pontos de média geral na Grande São Paulo.

Caso repita essa performance, a trama terá condições de elevar os números do canal na faixa das 17h20, onde a rede tem problemas com o “Brasil Urgente”, mediado pelo jornalista José Luiz Datena. A nova reprise tem 110 capítulos originais, com uma duração média de  45 minutos. Com base nessa informação, caso não seja cortada, a novela pode ter 1,5 capítulo original por dia.

Em 2014, a história sofreu com a Copa Do Mundo FIFA, mas também com a concorrência de Luiz Bacci, que na época apresentava o programa “Tá Na Tela”, transmitido pela Band. A concorrência não mudou, segue com o canal do Morumbi.

Agora a briga é com o formato de jornalismo popular. Mais do que isso, a trama vai precisar fazer milagre, porque o programa anterior nessa atual grade é um dos mais consolidados fracassos da história no Sistema Brasileiro de Televisão (SBT).

Nas últimas semanas, as mídias sociais foram tomadas pelos boatos de que essa faixa seria cancelada. Apesar de considerada baixa, essa audiência das tramas latinas é muito maior do que os números atingidos pelo “Fofocalizando”. O selo de classificação desse enredo deve ser entre amarelo e laranja, ou seja, inadequada para menores de doze ou catorze anos de idade.