O seu portal de fofoca!

“Cine Maior” se aproxima de Rodrigo Faro em março

A RECORD tem um enorme problema aos domingos, isso já foi cantado em verso, prosa e música aos quatro ventos. O cenário do mês de março é desalentador aos fãs do apresentador Rodrigo Alcazar Faro, isso porque conforme dados consolidados, a faixa de filmes “Cine Maior” termina a terceira parcial do ano muito próxima do animador.

O canal soma 3,5 pontos de média mensal no espaço de filmes, contra apenas 4,1 pontos para o formato de auditório, uma das produções de maior investimento deste dia da semana para o canal paulista, com sede na Barra Funda. Ambos perdem para o SBT, mas apenas um desses dois produtos derruba a audiência que recebe.

A rede tem como filme mais visto de março “Homem Aranha 3” (2007),  quando a janela de filmes teve 4,5 pontos de média, em sua quinta exibição aos domingos. Depois dele, aparece a transmissão de “Gente Grande 2” (2013), que está na terceira exibição nesse slot.

Maior investimento do dia, “Hora Do Faro” vive uma crise sem precedentes. O animador que era um fenômeno aos sábados tem números vexaminosos e acumula quedas de audiência há cinco anos. Quando recebia do futebol nos primeiros meses do ano, a rejeição ficava ainda mais evidente. Rodrigo parece não ter mais para onde ir no dia mais concorrido da televisão aberta.

O canal insiste em transformar sua principal faixa de filmes em depósito de reprises, mas ainda assim o “Cine Maior” fica próximo de um dos maiores investimentos da casa. Neste ano, por exemplo, foram exibidas onze reprises em catorze semanas do ano.

Nenhum filme inédito, mas três primeiras exibições com “Presságio” (2016), “O Último Caçador de Bruxas” (2015) e “Doze Horas” (2012).