“Alma Gêmea” vai quebrar marca na Globo

A segunda reprise da novela “Alma Gêmea” entra no ar a partir da próxima segunda-feira (29), quebrando algumas regras internas do canal carioca. Pela primeira vez em três anos, uma produção de outro horário vai ocupar a desejada faixa do “Vale A Pena Ver de Novo”, que passa por uma crise de audiência. 

O canal carioca vai ainda exibir pela primeira vez uma novela produzida para a faixa das seis com o selo laranja, que representa inadequação para menores de catorze anos, mesma faixa etária do atual cartaz. É o primeiro folhetim da abertura do horário nobre que ganha essa classificação indicativa, em aproximadamente cinco décadas de história.

No detalhamento de classificação da obra, que acompanha as decisões do Ministério da Justiça, diz que a trama possui: “Consumo de drogas lícitas, morte intencional e violência”. Recentemente, nós falamos aqui no site sobre a reclassificação de “Cheias de Charme”, atual cartaz da Edição Especial, mostrando como funcionam os itens de classificação.

A missão do folhetim escrito por Walcyr Carrasco é elevar uma faixa importante da grade, isso porque a principal faixa de reprises serve como alavanca para o horário nobre. O enredo com Eduardo Moscovis e Priscila Fantin pode impulsionar novelas como “No Rancho Fundo” e “Família É Tudo”. Os mais entusiasmados, inclusive, bradam que a produção de 2005 conseguirá bater “Renascer”.

Na primeira reprise, ocorrida entre os anos de 2009 e 2010, a história chegou a números tão expressivos, que assustaram a novela das nove daquela época, que era escrita pelo experiente Manoel Carlos.

>> Com informações do EPLAY